quarta-feira, 1 de outubro de 2014

10 profissões que podem deixar de existir nos próximos anos

1 – Carteiro


A função tende a ter decréscimo de 28% até 2022. Isso se deve ao fato de que mandar cartas é algo muito mais raro hoje em dia, mesmo em faturas e boletos bancários, que tendem a ser cobrados em débito automático cada vez mais.

2 – Trabalhador do campo


A ideia de que muitas máquinas estão substituindo o trabalho humano é visível na área da agricultura, que deverá ter uma diminuição de 19% na contratação de funcionários. Quem tem dinheiro para investir em maquinário prefere dispensar o trabalho manual de colheita, por exemplo, considerado mais lento.

3 – Leitor de medidor


Outra área que deve ter declínio de 19% até 2022 é a de leitor de medidor, já que está cada vez mais comum o uso de aparelhos que façam o trabalho automaticamente, sem ser necessária a intervenção de um funcionário.

4 – Repórter


A informação jornalística dificilmente vai deixar de ser consumida, exceto quando o meio para essa informação é o jornal impresso, que tem cada vez menos vendas e menos anúncios publicitários. A verdade é que o leitor prefere conferir as versões online dos jornais que lê e, graças a essa mudança de padrão, até 2022 haverá declínio de pelo menos 13% na contratação de jornalistas para jornais impressos.

5 – Agente de viagens

                               

É cada vez menor o número de pessoas que planejam suas viagens com a ajuda de um profissional de Turismo. A verdade é que é muito mais fácil comprar passagens e reservar hotéis por conta do que pagar para que alguém faça isso – mais uma vez a internet está diretamente relacionada com essa mudança de padrão.

Você mesmo já deve ter visto aplicativos e sites destinados a encontrar preços acessíveis de hospedagem e passagem, não é mesmo? A queda nesse setor deve ser de 12% nos próximos oito anos.

6 – Lenhador


A indústria madeireira está cada vez mais sofisticada e o trabalho manual vem sendo substituído gradativamente pelo mecânico. Outro fator que contribui para a redução da demanda desse tipo de profissional é o fato de que há diminuição no uso de papel. Até 2022 estima-se que a profissão sofra decréscimo de 9%.

7 – Comissário de bordo


Menos comissários serão contratados devido ao fato de que muitas companhias aéreas estão se fundindo. Até 2022 as contratações devem diminuir em 7%.

8 – Operador de furadeira


Mais um exemplo de que a mão de obra braçal está sendo substituída pela mecânica. Até 2022 se estima que 6% menos trabalhadores serão contratados.

9 – Trabalhador de impressão gráfica


A diminuição do uso do papel faz com que menos lenhadores sejam contratados e, de quebra, reduz o trabalho de gráficas e, consequentemente, a contratação de novos profissionais nesse setor. Nos próximos anos a queda de contratação deve ser de 5%.

10 – Profissional tributário e coledor de imposto


A diminuição do uso do papel faz com que menos lenhadores sejam contratados e, de quebra, reduz o trabalho de gráficas e, consequentemente, a contratação de novos profissionais nesse setor. Nos próximos anos a queda de contratação deve ser de 5%.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

facebook