segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Pesquisa mostra que a Via Láctea pode ser repleta de vida alienígena


Pesquisadores determinaram recentemente que há potencialmente dezenas de bilhões de planetas na Via Láctea, onde a vida alienígena poderia existir.

Cientistas da Universidade da Califórnia, Berkeley, e da Universidade do Havaí, Manoa utilizaram dados do telescópio espacial da NASA Kepler e do Observatório WM Keck para determinar estatisticamente que uma em cada cinco estrelas semelhantes ao Sol em nossa galáxia têm planetas do tamanho da Terra que poderiam abrigar vida.

Andrew Howard, astrônomo do Instituto de Astronomia da Universidade do Havaí, acrescenta: "Para a NASA, esse número – que a cada 5 estrelas tem um planeta um pouco parecido com a Terra – é realmente importante, porque missões como a Kepler irão tentar tirar uma imagem real de um planeta e o tamanho do telescópio depende de quão próximo os planetas estão".

Naturalmente, as propriedades de um planeta que o tornam adequado para a vida é o básico: tem que ter a água, porque os nossos próprios corpos humanos são feitos de água. Todas as formas de vida na Terra depende da água. E assim nós assumimos – talvez incorretamente – que a vida lá fora, entre as estrelas também dependem da água líquida.
Mas os cientistas também advertem que nem todos esses planetas são necessariamente hospitaleiros para a vida.

"Alguns podem ter ambientes tão quentes na superfície que as moléculas de DNA não sobreviveria. Outros podem ter superfícies rochosas que poderiam abrigar água em estado líquido adequado para organismos vivos. Nós ainda estamos tentando descobrir que tipos de planeta e ambientes são adequados para a vida".

Nenhum comentário :

Postar um comentário

facebook