segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Descoberto o primeiro crustáceo venenoso do mundo. Veja as imagens

O trabalho que reuniu biólogos ingleses, alemães e mexicanos resultou no encontro e catalogação do primeiro crustáceo venenoso descoberto pela ciência: o speleonectes tulumensis. A espécie habita os lagos e cavernas submarinas do Caribe, México, Austrália e Ilhas Canárias e dentre as 70 mil espécies de crustáceos catalogados cientificamente, é a primeira venenosa a ser descoberta. Seu coquetel é bastante forte e derivado da combinação de toxinas, enzimas e agentes paralisantes.


Através de uma análise tridimensional, o grupo de biólogos detectou a presença de duas glândulas bem grandes conectadas à mandíbula que cumprem a tarefa de injetar o soro venenoso. Dentre as diversas toxinas produzidas pelo Speleonectes tulumensis, uma é especialmente nociva para o sistema nervoso: a que paralisa a vítima enquanto outras enzimas se encarregam de dissolver o esqueleto da presa.



Nenhum comentário :

Postar um comentário

facebook